Tentei resumir aqui o emprego do artigo definido na língua portuguesa, variante brasileira, da seguinte forma:

 

  1. Junto de nomes próprios:
    * para denotar familiaridade
    * pode ser omitido
    * na norma culta o artigo é dispensado junto a nomes próprios

Exemplo:

A Maria conversa com o João todo dia. = Maria conversa com João todo dia.

 

  1. Ao lado de certos nomes próprios geográficos, principalmente países, oceanos, rios, montanhas, ilhas:

Exemplos:

A Suécia

O Atlântico

Os Andes

A Groelândia

 

Dispensam artigo os nomes dos seguintes Estados brasileiros:

– Alagoas
– Goiás
– Mato Grosso
– Minas Gerais
– Santa Catarina
– São Paulo
– Pernambuco
– Sergipe

* Denominações geográficas formadas com nomes ou adjetivos não são acompanhados de artigos: São Paulo, Belo Horizonte.

* Cidades normalmente prescindem de artigo. Contudo, há exceções devido à influência de seu primitivo valor de substantivo comum: o Rio de Janeiro, o Porto, o Cairo.

* Aparece em certos títulos: o mestre Antônio Carlos, o historiador Tito Lívio, o doutor Walter.

* É omitido antes da palavra casa, designando residência ou família: estou em casa, passei por sua casa, todos de casa, venho de casa, fui para casa.

Nomes de possuidores, adjetivos ou expressões adjetivas podem acompanhar-se de artigo: da casa de meus pais.

* Omite-se o artigo junto da palavra “terra”, em oposição a bordo (que também dispensa o artigo): Chegaram em terras brasileiras depois de um longo voo.

 

Fonte: Gramática Escolar da Língua Portuguesa, Evanildo Bechara.

Advertisements